Ghent, dia a dia .......8

Durante esta tarde, fizemos uma excursão pela cidade onde podemos ver locais e zonas bastante interessantes e guardar alguns para o álbum de recordações e também para nossa cultura geral.
Depois de um dia dissemelhante, do que se fez ate agora reunimo-nos para assistirmos em primeira-mão a gala deste 5º Eurogym. Foi um serão para guardar-mos como recordação e acima de tudo bem passado, as galas são sempre momentos especiais cheios de magia (pelo menos é o que sinto) pois o público vibra, aplaude, e sorrisos é o que se vê estampado no rosto de cada pessoa que ali esta….é um espaço pequeníssimo de tempo onde cada um faz o seu papel (seja de assistente, colaborador, participante enfim ….) que o faz direitinho e sem falhas aparentes, são memórias que ficam, momentos que não voltam mais.

Quinta-feira, 13 de Julho

Da habitual azáfama das manhãs, esta foi diferente, foi um alvorecer/ principio bastante relaxante com o “esthetic” uma modalidade que talvez nenhum de nós alguma vez tivesse experimentado, no início temos de ser sinceros, não teve grande adesão, mas com jeitinho, curiosidade e persistência todo o grupo participou.

No suceder dos acontecimentos tomamos em direcção á pista de atletismo depois de um momento de descontracção e sereno vamos para o trabalho “árduo e duro” correr que nem uns doidos, era o que pelo menos alguns pareciam estar a fazer!!!Experimentamos algumas das modalidades que o atletismo incorpora, salto em altura,
Lançamento do peso e sprint e não podia deixar passar que temos talentos. Os seniores participaram neste workshop lutaram e competiram até/pela vitória.
De energias repostas e mais calmos, todos os participantes deste Eurogym vão estar presentes para o ensaio geral para cerimónia de encerramento. Esta na minha opinião e pelo que me tenho apercebido é um momento especial que todos guardamos, cada um á sua maneira e por alguma coisa diferente que cada individuo ali presente acha que o marcou e não vai esquecer. Quando os queremos recordar eles ainda lá estão, intactos, nas bossas da memória. O tempo não consegue roubá-los ou apagá-los.Já é tarde, o dia foi cansativo, mas muito divertido, simples e por isso único.

To be continued ........
(texto e fotos Juzusofynah)

Comentários

Ricardo disse…
Antecipando-me ao diário gostaria de referir que Eu, o Tozé, o Fernando e o Cabé, gostámos muito da cerveja e das batatas fitas belgas que nos serviram na rolote do exterior da cerimónia de encerramento, da qual temos uma memória muito vaga, porque estávamos a preparar a época seguinte, a do Fado!