segunda-feira, 30 de junho de 2008

A Meca da Ginástica

Com o apoximar do terminos da época, surgem os primeiros sentimentos em relação aquilo que se fez e ao que não se fez, abrindo-se a porta a discussão de tudo o que foi feito e deverá ser feito de futuro.

Contudo gostaria de vos dizer que em plena comemoração dos santos populares " S.Pedro ", a Tuna fez-se deslocar ao Cadaval e a Queluz,para mais uma vez levarmos a ginástica que praticamos a outros locais e públicos. No primeiro caso foi o esquema " circo de soleil ", que para nós Técnicos ficou aquem das espectativas, mas que causou boa impreesão ao público que assistia em numero apreciável e que no fim nos brindaramcom um belo repasto.

Depois de um breve descanço, rumamos a Queluz para participamos com o esquema " Fado ", trabalho com dois anos, mas que teima em continuar com falhas que ninguém percebe, sendo um local mítico para a ginástica e com um público conhecedor da modalidade, a classe não consegue a concentração necessária para fazer aquilo que sabe, valeu de certa maneira a postura comparativa com outros participantes e mas mais uma vez a Tuna conseguio quebrar o ambiente até ai existente e a pesar das falhas agradou ao público que assistia .

Por fim gostaria de vos dizer que foi naquele " palco " que apareceu o 1ª Praticavél em virtude da realizacão das primeiras Gimnasintra, Fesival este que teve origem numa parceria entre a Tuna e C.M.Sintra e como ginásta é com alguma tristeza que encontrei aquele local outrora uma " Meca para a ginástica ", hoje...

enfim a Ginástica sobrevive...e ALBI é já a seguir...

Ca-Bé

domingo, 29 de junho de 2008

Boa Noite - No comments 3

As Divas
O Mágico prepara o seu espectáculo
Há público que não aguenta a espera.....
Depois de mais um almoço de alta cozinha belga....
E depois de tudo ....... a idade já não ajuda!(é esta Mary Ligth?)
Obrigado por nos porem assim.
Boa Noite e Boa Sorte

Boa Noite - No comments 2

A viscosa baba!!!!!!
A forte ponte!!!
A grande torre
Não conheço !!!!!

Boa Noite e Boa Sorte

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Boa Noite - no comments




Depois de relembrar as frases vamos relembrar as imagens......
Boa Noite e Boa Sorte

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Crónica de um sarau na Moita

Embora um pouco mais tarde do que habitual, aqui vão as minhas impressões sobre a exibição da Moita. Antes de mais nada de referir que pela primeira vez consegui ir directo ao pavilhão sem "passear" pela Moita. Alguma vez tinha que ser.
O ambiente continua em alta e isso sentiu-se uma vez mais. Mas parece que o Cabé afinal tinha razão, ao contrário do que eu pensava e escrevi em comentário, pois parece que a confiança começa a ser inimiga da concentração.
Não me vou alongar muito pois se os que estiveram no praticável falarem uns com os outros vão aperceber-se das várias falhas que ocorreram. E deixem-me dizer que não deviam ter ocorrido.
Esta exibição da Moita, pelas condições materiais, pelo bom som, pelo facto de ser já a quinta exibição se não me engano, e por tudo o que já foi dito em relação às anteriores não devia ter corrido mal.
Para mim a falta de atenção/concentração foi a responsável pelas falhas verificadas. E basta dar o exemplo de eu ter mandado aquecer e passado poucos minutos ter as pessoas novamente a conversar, e ter de ser eu a relembrar muitos dos atletas de quais as figuras que tinham que treinar. Confiança, sim mas com responsabilidade, que foi coisa que faltou nesta exibição.
Na próxima semana espero voltar a ver a classe de quem tão bem temos falado aqui. Até porque vai ser a última oportunidade para ultimar Albi.
Que Moita tenha sido "um mau resultado", que será rectificado no próximo sábado.

Ghent, dia a dia ...... 9

Sexta-feira, 14 de Julho

O ultimo dia e as ultimas horas que temos para registar de variadas maneiras os nossos últimos momentos em Ghent e da participação no 5º Eurogym.
Imagens e momentos são incontestavelmente os últimos que vamos “levar” desta experiência.
Fomos uma última vez até ao centro da cidade, onde acabámos por uma vez mais, conhecer de forma diferente outros locais e zonas que não tínhamos tido em atenção. Estávamos ali perto das margens do rio e com um dia solarengo que estava fomos fazer uma visita pelo canal que banha a cidade.
Vista desta perspectiva ela é totalmente interessante e diferente, a sinceridade e de uma graça indolável de uma grande beleza que partilhou connosco, é um dos motores das descobertas do mundo. Impossível permanecer impassível a isso.
Já é tarde e por uma última vez dirige há escola que nos acolheu, despedimo-nos e pegamos nas bagagens e prosseguimos para viagem de regresso a Portugal.
Esta vai ser recordada sem dúvida como a viagem mais controversa que alguma vez tivemos, que me lembre.
Já no aeroporto de Bruxelas, esperando ansiosamente pela hora de embarque, todos descontraem até ao adeus final desta viagem e semana memorável, que passou tão rápido, como se costuma dizer,” quando queremos que os bons momentos passem devagar, acontece exactamente o oposto”.
Passadas algumas horas estamos de novo em Portugal e junto dos nossos entes mais queridos e dos quais tínhamos saudades.
Um dia de muitas emoções e atribulado…no final, cada um de nós segue o seu caminho, ficam saudades e muitas coisas há para contar, transpor e partilhar a nossa experiência.
O que fica depois de uma experiência como essa? Bom, depois que se volta de uma viagem assim, nada mais é como antes.
Não foram trinta dias como talvez desejássemos, mas foram seis dos melhores dias das nossas vidas. Seis dias intensos, emocionantes.
Testemunhamos a imponência de uma arquitectura e de um país que pouco tínhamos conhecimento até irmos de encontro a ele. Conhecemos a sabedoria de culturas milenares.
Conhecemos muitos e novos lugares, lugares que nos fizeram pensar na vida, lugares que nos jogaram numa alegria imensa, lugares que nos proporcionaram paz de espírito, lugares que nos instigaram.
Mais que lugares, conhecemos gente. E mais que gente, conhecemo-nos a nós próprios e alguns testaram-se a si mesmos.
Apesar de tudo É bom estar em casa de novo. É bom sentarmo-nos ao computador para saber dos amigos e estarmos com eles, tomar uma boa xícara de chá, pegar um chocolate na gaveta, escolher uma das nossas músicas preferidas para ouvir ou puxar um livro da prateleira para folhear ou seja, cada um retomar á sua vida e aproveitar as férias.
Tudo isso agora tem uma profundidade maior, um significado que não se explica em palavras. Na minha própria cotação, o valor da minha vida subiu assombrosamente. Quanto aos outros penso que talvez sintam o mesmo ou algo do género, não sei.
Gratidão é o que sinto agora.

São fragmentos dispersos, trechos de diários, escritos desta viagem, fantasias e reminiscências... No final das páginas, o quebra-cabeças se monta e os pedacinhos de vida ganham um sentido maior.

Obrigada a todos.
(A Tuna é que agradece a todos - Nota do editor)
Not The End!
To be continued in Alby ........
(texto e fotos Jou, Jou-Sofria)

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Boa Noite

Hoje voltamos a receber a vista do homem que pediu a rescisão a meio da época, porque andava a descarrilar na Fisica, Matemática, Português e outras disciplinas....


E como o nosso homem bala, o Hen Rick deu-nos, também umas novidades, tipo que continuava a fazer rondada flick .... na praia e hoje teve mesmo o arrojo de perguntar " eh pá mas vocês querem que eu faça já aqui uma rondada flick " nós, claro dissemos que não porque não tinha a areia suficiente para fazer um ambiente de praia..... e assim ficou.


Mas como somos muito bem relacionados com "papparazzis" conseguimos em exclusivo o que realmento o nosso Riquinho anda a fazer nos temos livres, o Manuelll anda lá de colo em colo e o Henrique, segundo esta imagem ...... trabalha num bar strip..... frequentado pelo Sebastião e por outra personagem que se esconde por debaixo do chapéu....

Vamos lhe dar a mão e retira-lo desta vida!

Boa Noite e Boa Sorte

Ghent, dia a dia .......8

Durante esta tarde, fizemos uma excursão pela cidade onde podemos ver locais e zonas bastante interessantes e guardar alguns para o álbum de recordações e também para nossa cultura geral.
Depois de um dia dissemelhante, do que se fez ate agora reunimo-nos para assistirmos em primeira-mão a gala deste 5º Eurogym. Foi um serão para guardar-mos como recordação e acima de tudo bem passado, as galas são sempre momentos especiais cheios de magia (pelo menos é o que sinto) pois o público vibra, aplaude, e sorrisos é o que se vê estampado no rosto de cada pessoa que ali esta….é um espaço pequeníssimo de tempo onde cada um faz o seu papel (seja de assistente, colaborador, participante enfim ….) que o faz direitinho e sem falhas aparentes, são memórias que ficam, momentos que não voltam mais.

Quinta-feira, 13 de Julho

Da habitual azáfama das manhãs, esta foi diferente, foi um alvorecer/ principio bastante relaxante com o “esthetic” uma modalidade que talvez nenhum de nós alguma vez tivesse experimentado, no início temos de ser sinceros, não teve grande adesão, mas com jeitinho, curiosidade e persistência todo o grupo participou.

No suceder dos acontecimentos tomamos em direcção á pista de atletismo depois de um momento de descontracção e sereno vamos para o trabalho “árduo e duro” correr que nem uns doidos, era o que pelo menos alguns pareciam estar a fazer!!!Experimentamos algumas das modalidades que o atletismo incorpora, salto em altura,
Lançamento do peso e sprint e não podia deixar passar que temos talentos. Os seniores participaram neste workshop lutaram e competiram até/pela vitória.
De energias repostas e mais calmos, todos os participantes deste Eurogym vão estar presentes para o ensaio geral para cerimónia de encerramento. Esta na minha opinião e pelo que me tenho apercebido é um momento especial que todos guardamos, cada um á sua maneira e por alguma coisa diferente que cada individuo ali presente acha que o marcou e não vai esquecer. Quando os queremos recordar eles ainda lá estão, intactos, nas bossas da memória. O tempo não consegue roubá-los ou apagá-los.Já é tarde, o dia foi cansativo, mas muito divertido, simples e por isso único.

To be continued ........
(texto e fotos Juzusofynah)

quarta-feira, 18 de junho de 2008

O regresso

Hoje foi um dia muito feliz, não só para mim mas penso que para todos. Porquê? Porque a nossa Catarina voltou a estar connosco, não só de espírito, mas de corpo presente. Catarina sei que se calhar não fui muito efusivo, mas nem sabes o que significou ver-te novamente entre nós a treinar. Foi espectacular!

Que sejas bem vinda! Tive muitas saudades tuas.

Agora vamos lá a treinar que isto não é para brincar! Já chega de lamechices e descanso!

Adoro-te miúda!

P.S: É curioso que no dia do regresso da nossa Catarina quem nos veio visitar foi o nosso Urubu, será isto o prenúncio de alguma coisa?

Desafio

A todos os que gostariam de ver a nossa Mariana visitar-nos em Albi, desafio a comentarem este post, até para ver se a jovem visita o nosso blog. Vamos lá!

Ghent, dia a dia ...... 7

Encaminhamo-nos para “Zuid” onde terá lugar a nossa exibição, hoje, por parte do público não houve tanto aquele “calor” e carinho que sentimos no dia anterior , na opinião da grande maioria, esta apresentação poderia sem dúvida ter corrido melhor, pois acho que havia grandes expectativas para tal
Após o jantar regressámos á escola, e por sinal em comparação talvez aos outros dias um pouco mais cedo do habitual, como tal, também nos permitiu realizar outras coisas, divertir, e descontrair por momentos.
No entanto nem tudo correu pelo melhor neste dia, pois é infelizmente tivemos uma baixa na nossa equipa, a Ana Teresa leccionou-se, são imprevistos que nem sempre contamos com eles.
Já é tarde e depois de um dia agitado e com tantas emoções á mistura está na hora do descanso, amanha espera-nos um novo dia de experiências e momentos deste Eurogym. Boa noite!

Quarta-feira, 12 de Julho

Mais um dia á nossa frente e todos enfrentamo-lo com gosto, embora o cansaço já se faça notar…todos estes momentos tentamos aproveita-los ao máximo por isso temos motivação e arranjamos forças onde se calhar noutras situações não o faríamos, penso que todos querem tirar partido desta experiência e guardar cada um há sua maneira o que mais gostou e fez-nos vir até cá!
Planos para este dia, nada de especial, isto é, compra de lembranças, passear, incluíam tactear e descobrir mais um pouco dos caminhos desta cidade, enfim....o que nos fosse possível fazer. No caminho, parava-se para foto e auto foto, nas zonas que cada um seleccionava como sendo para si aquele momento, lugar, qualquer coisa que deve-se ser registado para o álbum de recordações.
Neste caso podemos dizer que dentro das imagens o sentido mais explorado é o da visão, é o sentido em que mais se insiste, inclusivamente como um argumento de verdade.
E a prova disso mesmo são talvez os momentos que levamos desta experiência.
Funciona como uma alegoria de um conceito, isto é, a imagem torna-se uma prova de argumentação e desta forma podemos futuramente contar e reviver estes tempos e ou ocasiões em que alguma coisa se fez e aconteceu, neste caso o Eurogym (em todos os seus sentidos).

To be continued ........
(texto Jouzuphina)

Déjà vu...


Olá a todos,
estava a dever uma foto ao Ricardo para o seu post de Samora Correia, aqui estão duas...

http://tuna-sintra.blogspot.com/2008/06/crnica-de-sarau-em-samora-correia.html

abraços e beijinhos,
fernando

Há dias em que...

Em viagem de Lagos para Samora Correia, vila que leva a efeito o 21º Festival Gimníco, onde a Tuna vai participar com a sua classe mais representativa, vinha eu mais o Fernando falando sobre assuntos relativos ao clube, quando demos por nós sentados numa esplanada a comer caracois e a beber umas " bejecas " a falar do mesmo.

Com o aproximar da hora marcada, barriga aconchegada e assunto em dia, lá fomos nós ao encontro do pessoal, num dia muito longo para nós.

A pouco e pouco todos foram chegando, entre penteados, pinturas e brincadeiras" não é Ana Teresa", chegava a hora do desfile.

Tudo corria dentro da normalidade " Maria sabes qual a camisola que deves usar " a recepção foi boa, segui-se o aquecimento, seria bom lembrar que há regras para cumprir e responsabilidades a assumir.

Apesar do meu cansaço natural, foi possível reparar na postura pouco normal do grupo " TODOS " a falta de motivação e a apatia, no fundo a falta de disponibilidade para estar ali de alma e coração não se fazia sentir e fugia e de que maneira aos elogios que ultimamente têm sido proferidos a respeito desta classe. Eu sei que há Festivais que se gosta mais e outros menos, mas é assim que se vê o brio e a maturidade que se exige e o respeito que se conquista perante os outros, mais agora lamento que um Post por mim feito quando se falou em maturidade não tenha sido colocado, em virtude do Fernando estar ausente em trabalho e que de certo modo temia estas situações, e que a pesar de se ter perdido a oportunidade não deixa de estar actual.

Desejo seriamente que analisem bem o trabalho gimníco que vêm fazendo ultimamente, façam justificar tudo aquilo que de vocês se diz.

Quanto ao Festival e a exibição " para mim foi mais um e uma... " Percebem? Espero bem que sim, há dias em que...

Ca-bé.

Atletas da Tuna vão a banhos...

No sábado passado em Lagos - Algarve, no Pavilhão Municipal , realizou-se o Campeonato Nacional de Mini-Trampolim.

A Tuna como é seu apanágio fez-se representar por quatro atletas, três competindo por equipas e um individual por apuramento.

A epopeia começou eram 4h00 da manhã a porta do clube aonde a comitiva se concentrou e segui viagem rumo a Lagos.

A chegada deu-se por volta das 9h30, aonde nos esperava o Pedro Garcia e seu pai que se tinham deslocado no dia anterior.

Foi com boa disposição que a comitiva aborbou o magnifíco pavilhão que nos esperava e aonde pouco depois se dava inicio a competição, a equipa foi a primeira a entrar em acção, o António, o Pedro e o João, fizeram os" seus "saltos, tendo ficado em 5º lugar, o Sebastião foi o próximo e em virtude da nossa participação num evento em Samora Correia no mesmo dia à noite não nos foi possivél saber qual a sua classificão, de qualquer forma poderei dizer que apesar de todos os factores que de certo modo influenciaram e condicionaram os resultados " calor, viagem, poucas horas de sono entre outras", direi que sempre se poderia ter feito um pouco mais, isto porque na realidade eles fazem efectivamente muito mais, ficando patente uma certa perplexidade, apatia e pouca ambição, mesmo sabendo que esta seria sempre limitada.

Para terminar uma palavra para o João que sendo um novato nestas andanças teve dentro daquilo que seria de esperar , e para os restantes que estão na altura de descer a terra, arrumarem a cabeça, trabalhar mais em qualidade e menos em quantidade, chama-se a isto gestão mental de treino da vossa parte, no entanto o meu obrigado a todos por terem levado a Tuna " a banhos ao Algarve " a mais um Campeonato Nacional.

Ca-bé.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Boa Noite

Pois hoje é dia de São Tozé neste blog, hoje já comentei, "postei" e agora antes de me ir AMANDAR para dentro da cama, passei por aqui porque ontem recebemos uma visita muito importante na Tuna. Nem mais nem menos que o Rei do Piropo. É verdade o Manuellllll Ballla Man esteve por lá ... para matar saudades e mandar uns piropos do alto das caixas.
Estivemos um pouco a conversar com ele e na realidade continua na mesma, agora cada um interprete como achar melhor.
Eu gostei muito de o rever e tenho pena que ele não apareça mais, mas ele ( e foi o próprio que me confessou) agora no rugby é o tipo que anda ao colo dos outros mais fortes e tem pouco tempo para passar pela TOS...... agora cada um interpreta como achar melhor......
Volta mais vezes porque gostamos de te ver....... e aquilo de andares ao colo, por mim tudo bem.

Um abraço

Boa Noite e Boa Sorte

Ghent, dia a dia ....... 6

Todos os momentos até os mais simples do dia eram partilhados na pureza da inocência, almoços, jantares, viagens, o simples andar em grupo e momentos de descontracção.
Neste mesmo dia enquanto esperávamos pelo autocarro, encontramos um grupo da Grécia (que os nossos atletas masculinos tanto apreciaram- nota do editor) e nesse momento partilhámos juntos o que também é viver o Eurogym.
Chegados ao destino seguimos caminhos diferentes, e mais uma noite de descontracção e saborosamente agradável “cai” sempre como a cereja em cima do bolo, uma noite bem passada e bastante divertida antes do deitar.

Terça, 11 de Julho

Ainda é cedo perto das 6.30 da manha, estamos cheios de sono e com umas caras assustadoras (o habitual - nota do editor)..... (se ouvissem os concelhos do grande, sábio!) e seguido à risca o ritual da manha, encontramo-nos prontos para enfrentar, com muito gosto mais um dia, começando com uma actividade diferente e activa.
As expectativas para o breakdance não eram muitas inicialmente, no entanto, no decorrer da “coisa” acabámos por nos levar, gostar e o entusiasmo levou á competição.
Como sempre numa competição os premiados são reconhecidos e medalhados, neste caso com uns deliciosos” lollies” (chupa – chupas).
Foi num jardim que hoje nos preparamos para a nossa segunda e última exibição neste Eurogym. FREEEEEEEEEEEEEZZZZZZZZZzzzzzzzzzzz !!!!!! (nota do editor)

To be contiued ......
(texto de Joshephinah)

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Boa Noite


Olá boa noite a todos, vou começar este post por pedir desculpa aos seguidores da história de Ghent pela falha de dois dias de publicação mas este fim de semana foi ....... curtinho!

Como o mister Ricardo já fez referência na publicação anterior, este sábado rumámos até aos Allgarves. Fomos pela fresquinha ....... das 5 e meia da matina o que resultou numa viagem a ouvir (no meu caso) o ressonar do Sebas, João Serrano e Tony, e que bem que eles ressonam!

Quando chegamos, já nos esperava o nosso mimo-campista-trampolinista, acompanhado do apoiante nº1 e unico neste campeonato.

O campista tinha ido na sua super-van no dia anterior, que consideramos uma ideia genial e para a próxima vez vai tudo na van, é só soldar a van do Fernando à do Garcia e ficamos com uma Hiper-Super-Van.

Em relação ao campeonato ..... podia ter corrido melhor, mas pensando bem o Sebastião e o Garcia iam pôr à prova novos saltos, e o António e o João tiveram uma prestação bastante positiva.... mas podia ter corrido melhor.

Pelo meio da prova houve um grande problema criado por um pequeno marginal que magoou (no sentido metafórico) o nosso Sebas, pois não o deixava jogar PSP..... isto é o que dá deixarem entrar qualquer pessoa para os recintos desportivos!

As fotos não deixam margem para dúvida, tadinho!

E assim lá se passou mais um sábado.

Boa Noite e Boa Sorte

domingo, 15 de junho de 2008

Crónica de Sarau em Samora Correia



Bem, interrompo por momentos a saga de
Ghent, mas a minha crónica tem de sair para manter os meus fieis leitores a par das novidades.

A primeira novidade é que desde ontem a Jose e também a Mary, já sabem onde fica Vila Franca de Xira. Ficamos todos contentes que assim seja. Outra novidade é que a partir desta semana quando andarmos em Sintra teremos que ter todos os nossos sentidos alerta, pois parece que a Mary vai começar a tirar a carta. Cuidem-se e depois não se queixem.

Quanto ao sarau, foi deste ano o esquema onde houve menos falhas, assim de repente só me recordo da falta de um flic na série da Jose. Não quer dizer que tecnicamente tenha saído tudo bem mas pelo menos não se registaram mais falhas além da que referi.

Em termos coreográficos, as coisas não estiveram tão bem, mas com a qualidade do som, ou melhor com a falta dela, foi difícil adequar o movimento à musica. Aliás estou a ponderar seriamente se voltamos a aceitar voltar a este sarau, porque ainda ninguém da organização conseguiu perceber que o som só prejudica as apresentações. E além do mais de ano para ano parece pior. A continuar assim só se não tivermos mais nada para fazer.

Queria aqui realçar o pino da nossa Pinoca Ferbie, vulgo Diana, quer dizer Triana Naranjus, que esteve em grande e que resolveu calar com actos os maldizentes das suas prestações em pinos.

Á margem do sarau gostaria de dar os parabéns aos nossos saltadores de Mini, que fizeram ontem um esforço tremendo ao levantarem-se cedo, quer dizer de madrugada, para poderem estar a horas no Algarve para representarem o nosso clube. Só o Garcia é que não sofreu do mesmo mal pois na sua caravana "peace and love" lá descansou mais, não que isso tivesse depois grandes resultados na sua prestação. Só pelo esforço valeu a pena, mesmo que depois nem tudo tivesse corrido bem.

Caros blogers aqui vos espero na próxima crónica. Fiquem entretanto com as aventuras em Ghent, relatadas pela "pena" da nossa Jose, que não sabia onde ficava Vila Franca de Xira mas sabe onde Fica Ghent!

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Ghent, dia a dia.... 5

Segunda, 10 de Julho

Manhã, tão bonita, manhã que invadiu a nossa sala, ou melhor o nosso quarto, na escola Voskenslaan.
O nascer do sol…
Após tudo organizado para o dia que nos aguardava, dirigimo-nos para experiências talvez únicas nas nossas vidas.
O Eurogym caracteriza-se não só pela participação de jovens ginastas, a representar e demonstrar algo que os satisfaz, como também permite novas experiências que nos são proporcionadas, os workshops. Para além de” vivermos” outras realidades, ao mesmo tempo adquirimos novos conhecimentos e novas experiências. Conforme nos vamos deslocando, para aqui e para ali, vamos tendo noção e conhecendo um pouco melhor a cidade, digamos que está tudo planeado ao pormenor.
Nessa manha tivemos a oportunidade de participar e aprender sobre uma modalidade desportiva não muito característica da nossa cultura – o Baseball, primeiro foi-nos dado uma breve explicação teórica e depois passámos á prática. Este desporto a todos cativou, foi bastante divertido, e acima de tudo a todos gostámos. E digo-vos desde já que até temos jogadores….
Após um exercício de perícia e alguma pontaria, passámos ao Streetdance, uma actividade que em tempos já tínhamos participado, como tal, já nos era familiar.
Já de estômagos aconchegados, isto é, depois do almoço e com a pressa a conviver connosco naquele momento, preparamo-nos para a nossa primeira exibição.
Num rápido aquecimento e o melhor possível, preparamo-nos para entrar no praticável, e como sempre, lá estão os nossos maiores apoiantes para nos darem “força”, – o Ricardo e o Tó Zé.
No mínimo todos ali dentro encontravam-se bem dispostos, com um sorriso nos lábios, com o nervosismo á flor da pele, mas com uma enorme vontade de mostrar o que gostamos de fazer e como sabemos fazê-lo tão bem (mas por vezes os nervos atrapalham-nos). Como complemento o carinho e a simpatia do público foi importante e foram-nos deixando descontraídos, e á vontade, como tal, no final ficaram satisfeitos a exibição foi bem sucedida.

To be continued .......
(texto de Josef Hina)

O Descanso dos Ginástas Guerreiros...

Aos Guerreiros...

Dei por mim nostalgicamente a pensar nos bons momentos que esta época já desfrutei na vossa companhia.

O quanto crescemos! Começamos muito cedo em virtude da participação no Teamgym, prova em que participamos pela primeira vez e com os resultados que todos conhecemos. Penso que foi em parte o trampolim para o trabalho que se vêm desenvolvendo dia- a-dia e que o empenho e dedicação por vós demostrado me leva a pensar que este grupo dentro em breve poderá ser a referência para outros mais novos que agora começam a despontar.

Com a realização do nosso Festival, demos início ao ciclo das apresentações públicas, que de um modo geral têm corrido satisfatóriamente, desde os mais novos até aos menos novos. Nos pequenos nota-se a força juvenil e o prazer de ali estar para se divertirem e participarem com dedicação e apresso,a manutenção vai consolidado o trabalho que vêm realizando à já algum tempo, por fim a classe com mais visibilidade, começa a criar a sua própia identidade, a confiança que se respira é inspiradora de novos desafios e riscos, logo e por expriência própia direi que estamos numa fase de consolidação de trabalho, quer técnico quer mental.

Contudo tudo, isto só será possivél se vocês acreditarem nas vossas capacidades e trabalharem cada vez mais com objectivos concretos,isto é : o Tempo é precioso e deve ser aproveitado ao segundo e não desperdiçado, percebem? Espero que sim.

Depois deste fim de semana em que o descanso imperou, vêm ai mais uns bem ocupados, que vão culminar no Eurogym em Albi ( França ).

Espero que continuem a crescer, a progredir e a aproveitar ao maximo tudo aquilo que nós temos para vos dar para assim atingir o objectivo almejado. Vamos lá Guerreiros, as batalhas ganhas até agora, não são mais que pequenos ensaios para as que ai vêm, por isso...com humildade, trabalho e crença lá chegaremos.

Ca-bé.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Ghent, dia a dia ......4

No decorrer do dia as primeiras memórias vão sendo registadas, no ar cruzam-se conversas e do mesmo modo íamos vivendo com a realidade nos braços.

A Praça….

Uma forma de conhecer a cidade é andando de bicicleta ou a pé, a cidade é completamente plana por isso pode-se pedalar á vontade sem cansar.
Há trilhas demarcadas por toda a cidade onde as bicicletas têm trânsito preferencial e todos respeitam.
É nestas alturas que vemos como algo, neste caso a ginástica, une tantas pessoas diferentes por um mesmo objectivo.
Para trás ficam tendências políticas, opções religiosas e o mais importante, esqueceu-se a discriminação social que se têm vindo acentuar.
Já ao fim da tarde vamo-nos reunindo para o desfile e cerimónia de abertura.
Experiências como esta são oportunidades únicas e memoráveis, vê-se no olhar brilhante e no rosto de cada um a alegria, a euforia que se faz transparecer tão bem que não a conseguimos controlar, a expectativa e o êxtase de estarmos ali é inexplicável. Foi bonito e emocionante! Essa sim! Foi a festa de toda a gente.
Pela noite dentro o cansaço ia ultrapassando as nossas forças, após um dia preenchido de momentos regressamos á escola.
Estas alturas eram como intervalos que nos eram proporcionados, sentávamo-nos no chão soalheiro e ficávamos ali, descontraídos na nossa amizade, absolutamente desinteressada do quer que fosse. A conversa que desfrutávamos na mais aguda sinceridade, tirando o maior partido das nossas diferenças, e a noite passava lá fora ignorada.
Enquanto isso …uns conversavam, outros, jogavam ás cartas….outros dormiam, como, se nada fosse com eles….
Contudo, amanha temos um grande dia a enfrentar e a verdadeira razão que nos trouxe aqui, como tal, é de esperar que isso seja cumprido.

To be continued.........
(texto Josephina)

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Ghent, dia a dia .... 3

Em Ghent, uma cidade estudantil muito charmosa e antiga, tem tudo: muitas catedrais góticas super antigas, castelo medieval, cervejarias excelentes ao que dizem [a Bélgica é o país da cerveja -há mais de 270 tipos de cerveja], muitos estudantes, bastante festa, e paisagens lindas.
Gent é uma cidade universitária que fica agitada no mês de Julho por conta de um festival.
Logo à entrada em “Voskenslaan ” a escola dos portugueses na Bélgica ouve-se os risos, conversas, sente-se a boa disposição, este que será um dos muitos cenários que vão ficar registados e nos acompanharam ao longo desta semana.
Nesta correria desenfreada em que vivemos estas quase 24h, que parecem desfazer-se entre os nossos dedos, traz-nos aqui, e ao fim de tantas emoções e momentos para um dia só chegou a hora do recolher, difícil, no entanto, aos poucos possível. Esperamos agora descansadamente até ao dia de amanhã.

Domingo, 9 de Julho

Este sim, o nosso primeiro dia em Ghent, uma das 50 cidades que fazem parte do país organizador deste 5º Eurogym.
Ao raiar do dia…
_” Vá pessoal, acordar!” Era a voz do Ricardo a entrar-nos pelo meio dos nossos sonhos. Não foi nada fácil mas aos poucos lá fomos conseguindo sair dos sacos cama e preparámo-nos para os acontecimentos do dia, o qual não há nada em concreto planeado.
Após o pequeno-almoço, saímos sem destino e à descoberta desta cidade.

To be continued .......
(texto da Josofia)

terça-feira, 10 de junho de 2008

Ghent, dia a dia 2 .....

A Bélgica é um país que parece ser formado por uma mistura de outros países e culturas, principalmente da Holanda, França e Alemanha. A arquitectura belga recebeu muita influência da Holanda, mas é mais diversificada. Os prédios são estreitos e rectangulares, com grandes janelas, como na Holanda.
já são perto das 18h.30m, acabámos de chegar a Bruxelas e perseguimos viagem.
Entrando e percorrendo os caminhos deste país o comboio leva-nos ao nosso destino, e começam a ser registados momentos realmente importantes na nossa vida, isto, sem que nos apercebamos.
Já a noite caiu algum tempo e estamos nós a chegar a Ghent-St Pieters onde o cansaço já se faz notar.

To be continued.....
(texto Josofia)
Nota do editor: por falta de jeito dos computadores lidarem comigo, não estou a conseguir pôr a imagens que a escritora juntou ao texto, mas prometo resolver problema brevemente. Sorry

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Ghent dia a dia .......

Escorrendo a vontade
Corríamos à desgarrada
Até esvaziarmos o cansaço…

E tardávamos
Porque a alegria estava ali
À nossa frente;

Podíamos apalpá-la, agarrá-la com as mãos
Mordê-la com os dentes; mastigá-la
Como quem se delicia de amores …

As viagens constituem habitualmente recordações inesquecíveis na vida, das pessoas que as fazem e as vivem, e se essas recordações foram redigidas diariamente, quando ainda são sentidos fortemente os momentos recentemente vividos, a sua descrição, apesar de subjectiva, permite ao leitor um conhecimento muito próximo da realidade passada.
São entendidas normalmente num sentido amplo, que tanto pode ser na nossa rua, como no nosso bairro, até mesmo, uma viagem pelo mundo. A Viagem como tempo propício de novas experiências, de encontros inesperados, de locais desconhecidos, mas sobretudo, um tempo em que nós estamos mais disponíveis. Disponíveis em todos os sentidos, tanto no aspecto de termos mais tempo para reflectir sobre nós e sobre as coisas que nos rodeiam, como para observar e experimentar maneiras de registo.

Sábado, 8 de Julho de 2006

Uma data que para muitos não passa de um dia igual a tantos outros.
Esta manhã é marcada por boa disposição, alegria, e acima de tudo curiosidade, já se faz notar um friozinho na barriga e saudade por quem cá fica. Saudade essa que no fim nos vai deixar boas recordações, e na altura quem sabe, com alguma tristeza. Dos 632 ginastas portugueses de 26 grupos em representação de 17 clubes a TUNA OPERÁRIA DE SINTRA junta-se á delegação portuguesa de ginástica, com um talento de grupo e simultaneamente ímpar, levamos o nome de PORTUGAL bem aconchegado na mochila até Ghent na Bélgica.

To be continued.....
(texto de Josofia)

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Boa Noite TrianaNarajuns


Este post é dedicado a uma das "divas" da TOS, mais conhecida pela "esmaga mãozotas"!
Um beijinho muito grande para ela e espero que as sardas estejam desenhadas todas nos sitios certos.
Boa Noite e Boa Sorte

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Boa Noite

Olá, hoje vamos falar sobre maquinas gimnicas.
Eles são maus
Eles são provocadores

Eles têm ritmo Eles têm presença
Eles são os
VETERANOS!!!!
Cuidado que eles andam por aí!!!

Boa Noite e Boa Sorte

domingo, 1 de junho de 2008

Parabéns Sebastião


Pois é, hoje faz anos a nossa criança, o nosso Sebas. Muito teria para dizer sobre ele, mas digo só que ele é único. Pensar que há onze anos atrás ele foi a primeira criança da "nossa" Tuna. Foi desejado pelos pais e por muitos de nós que fizemos uma forcinha!


Tenho um carinho muito grande por este miúdo, eu e muitos outros, e desejo-te Sebas, para mim serás sempre Sebas, tudo de bom nesta vida!


Porta-te bem se puderes!




As nossas crianças

Este post é dedicado neste dia da criança, às nossas crianças que neste fim de semana representaram e muito bem a nossa Tuna em dois momentos, no Sintranima e na Decathlon.

Na primeira exibição, que teve um inicio conturbado por alguma falta de organização do Sintra anima, mesmo com alterações de última hora por falhas de dois atletas, uma por doença, outro por motivos desconhecidos ou talvez não, estiveram muito bem e representaram a Tuna muito distintamente tal como me foi dito pelos responsáveis da organização.

Na Decathlon mesmo com vento, os presentes saltaram de forma empenhada e bem disposta e no fim ainda queriam fazer o esquema no cimento! Lá tivemos que dizer que não, que forma diferente de abordar a falta de condições. Que sirvam de exemplo para os outros!

Deste fim de semana uma das coisas que mais me impressionou foi o entusiasmo e a boa disposição com que abordaram as mesmas, mas também o empenho e gosto com que fazem o grito, ai de nós que nos esqueçamos de o fazer. Aquilo é que é gritar com gosto!

Uma atenção também para as nossas crianças mais velhas, dos veteranos, que também me informaram que representaram muito bem a Tuna no sábado na Decathlon. Assim é que é!

O Circo em Ribamar

Por questões de logística, desta vez resolvemos levar o nosso novo esquema do Cirque a Ribamar, pois as condições materiais do local não se adequavam ao esquema Fado, a não ser numa versão menorizada.

A noite iniciou-se com as pinturas, procurando cada um a melhor pintura para o seu fato. No geral quem pensou na pintura, e foram muitos, conseguiu um bom resultado. Até tivemos pintadores profissionais que se deslocaram ao sarau para fazer a pintura. Houve pinturas muito giras, mas a do Garcia para mim foi a melhor.

As pinturas vieram dar uma cor diferente ao esquema e melhorar a estética do trabalho. Houve pessoal que se intimidou com o facto de fazerem o esquema no chão, não percebendo que para não aleijar devemos fazer os elementos ainda com mais perfeição, e não encolhendo-nos ou fazendo os elementos com imperfeição. Mas penso que depois desta exibição perceberam isso.

O exemplo do que disse anteriormente aconteceu nas rodadas-flic dos rapazes com o nosso Tony a fazer exemplarmente o elemento e com mais à vontade do que os outros. De qualquer maneira todos eles não se cortaram e mostraram os homens que são. Parabéns! Foi pena foi ver algumas meninas a fazerem umas simples rodas todas cheias de problemas por estarem a fazer no chão. Ponham os olhos nos vossos colegas! E Na Pini que tentou e quase conseguiu roda sem mãos, mesmo no chão!

No geral, penso que o esquema correu bem, apesar do inicio tremido das mãozotas, mas que como o chão escorregava o pessoal perdoa. Considero que a este esquema falta um jogo de luzes para o tornar mais intimista. Temos de pensar nisso.

No fim só faltou a mariscada, mas à falta dela os cachorrões na roulote, deu para enganar o estômago, e com a Diana a acompanhar o pessoal na mini, estou a brincar bebeu um icetea de limão.

Como aperitivo aqui fica o vídeo do cirque do nosso Sarau!