Ideais e ideias

Olá Boa Noite

Venho cá ao nosso cantinho das conversas falar (escrever) sobre várias coisas.

Esta foi uma época muito intensa como todos devem ter reparado, ou porque viveram essa intensidade ou aperceberam-se dela pelas mais variadas razões.

Este foi o ano em que a Tuna se encheu de novos e "velhos" atletas, foi o ano em que os meus antigos colegas de ginástica apareceram com os seus filhos, foi o ano em que fizemos um sarau em que assegurámos mais de 70% das entradas, foi o ano em que invadimos Coimbra, foi o ano em que levámos 17 ginastas ao Campeonato Distrital de Mini-Trampolim (apurando 3 para o Nacional) e foi o ano em que exigimos mais de todos vós e vocês de nós. E o resultado dessa exigência teve as suas repercussões no trabalho final.

Para quem só observa o trabalho já concluído não se apercebe das mudanças que aconteceram este ano durante os treinos, pequenas coisas (ou não) que demonstram que muitos entenderam que temos de elevar mais a fasquia e esses "muitos" acabam por transmitir essa compreensão aos "poucos".

No caso da classe de Iniciação foi entusiasmante, por exemplo, vê-los no ultimo treino (2ª feira) a formarem pares (uns mais improváveis que outros) e de uma forma quase autónoma experimentarem as figuras acrobáticas que íamos pedindo, no caso da TUNAcro é recompensador, quando treinam o esquema, podermos ficar a vê-los sem intervir.... o exemplo das séries é revelador do que estou a dizer.

Como eu já tive oportunidade de dizer a algumas pessoas, a qualidade dos ginastas já é muito boa, quer individualmente, quer de trabalho de grupo.... a exigência, pode não ser agradável, mas é recompensadora.

E agora vou falar do Mini-Trampolim, e dos três estarolas, que nos acompanharam ao Bombarral (terra de boas recordações cá para mim) no dia 6 de Junho, a primeira a saltar foi a Exmª Srª Drª Julinha que com uns nervos de aço ... ou estarei enganado.... esperou por mim, porque o raio de umas obras na A8 fizeram com que eu chegasse atrasado meia hora, mas passado o stress inicial, lá fez os seus três saltos com a novidade de pela primeira vez efectuar o mortal encarpado, aprendido há 15 dias (mais coisa, menos coisa). Em relação aos outros saltos só queria lembrar daquela perna ligeiramente dobrada na carpa........ ai, ai, ai.... Depois a MárciANA, com uma novidade .... afinal a Márcia também fica nervosa, coisa que eu nunca tinha visto, ela sempre se mostrou uma NERVOS DE AÇO, mas ali estava tão nervosa que eu tive medo que ela fugisse do pavilhão antes de saltar!! Mas isso não aconteceu e fez os tais 3 saltitos e foi a fugir para os braços dos seus 2 telemóveis e enviar mensagens para pessoas que não conhecia ;). Por fim foi a vez do Sebastião, o rapaz teve a assistência do Ricardo e da Paula que vieram "a abrir" de Samora Correia e chegaram ainda a tempo de o ver fazer os saltos! O 1.º, o barani encarpado é o problema do costume, falta de FLEXIBILIDADE, o 2.º correu bem mas a parte final foi um pouco fechada e o Rudy pareceu-me muito bem, tanto lá como depois em vídeo.

Eu acho que a participação foi muito positiva, estiveram todos muito bem e, para as novatas nestas andanças, tenho que dizer que para o ano vai custar menos.

Por fim gostaria de partilhar com vocês esta ideia que me anda cá a martelar os neurónios... alguns de nós tiveram o privilégio de participar na Gymnaestrada de Lisboa e mais ainda, tivemos o privilégio de fazer uma exibição no palco com o cenário mais bonito de todos os lados onde já estivemos ..... no Paço da Vila!

Haverá local com paisagens mais espectaculares para fazer ginástica que a nossa Sintra? Só assim de repente lembro-me de Seteais, Paço da Vila, Quinta da Regaleira, Parque da Liberdade e de certeza que mais não faltarão.

Assim sendo será muito complicado trazer o Portugalgym a Sintra?

Boa Noite e Boa Sorte

Comentários