Campeonato Distrital de Mini-Trampolim (parte II)


Boa tarde

Depois de um resto de domingo a descansar e a recompor-me das dores nas costas (que isto da idade é tramado) sinto que estou em condições para falar sobre a nossa participação no Campeonato Distrital de Mini-Trampolim.

Ora bem para começar não vou fazer qualquer alusão a lugares, medalhas e afins, porque primeiro que tudo está um pormenor que se torna enorme neste tipo de eventos que é a atitude e a forma como dignificamos o clube que representamos, e nestes dois pontos estiveram incríveis, desde os infantis até aos seniores. Os resultados para mim sãos secundários desde que sinta que o brio e a vontade demonstrada sejam exemplares.

Fazendo uma analise rápida notei que o facto de termos outro tipo de condições de treino permitiu aos nossos ginastas uma maior evolução não só em dificuldade como em melhorias de alguns aspectos técnicos, reflectindo-se nos resultados obtidos.

Assim e como disse no post que fiz anteriormente, que quando tudo acabar tinhas ficar com a sensação que fizemos o nosso melhor, e realmente ontem quando ontem saí daquele pavilhão vinha com essa sensação e sabe bem sentirmo-nos assim.

Não queria terminar este post sem agradecer aos pais que se deslocaram (e os que não puderam lá estar e que fizeram chegar a sua voz) até a Ouressa e nos apoiaram (e fotografaram) do princípio ao fim.

Agora este último parágrafo é inteiramente dedicado aos colegas que não estando em competição fizeram questão de aparecer para apoiar e motivar os que se encontravam em prova, foi bonito de ver e ouvir.


Obrigado a todos que mais uma vez dignificaram o nome da nossa Tuna.

Boa Noite e Boa Sorte

Comentários