Blogando


Boa noite bloggers da Tuna,

Depois de ler o comentário que a Rita deixou no post referente às visitas de atletas que pelos mais variados motivos saíram da ginástica da Tuna e agora reforçado pelo post escrito pela Joaninha, que relembra a Gymnaestrada em Gotemburgo, as suas batatas recheadas e o aniversário; gostaria de deixar aqui algo que, talvez, nunca teria oportunidade de partilhar com tanta gente senão fosse o blog.

A Tuna e todo o ambiente que a rodeia apenas existem porque, e subescrevendo a Rita, há um grupo de trabalho, e neste caso estou apenas a referir-me às pessoas que fazem a Tuna funcionar enquanto instituição (técnicos, dirigentes e colaboradores) que demonstra uma disponibilidade, uma vontade sem igual para fazer com que um clube pequeno sobreviva sem deixar cair uma definição que agora é tão raro manter viva: ASSOCIATIVISMO.

Mas por que será que estas pessoas que referi em cima se esforçam tanto?
Porque será que passam metade do dia a pensar na Tuna? E por vezes a outra metade a trabalhar para ela crescer?

É por termos a sorte de podermos lidar com um grupo de atletas e pais que desde há muito tempo exigem, apoiam, ajudam, criticam, agradecem e aplaudem todas as iniciativas e trabalho por nós desenvolvido. Esta atitude é, para um dirigente e para um técnico a melhor recompensa que podem ter, faz-nos sentir que afinal vale a pena lutarmos contra a maré que vai levando e acabando com todos os pequenos clubes.

Por fim e dirigindo-me directamente aos nossos atletas gostaria de frisar que a Tuna, as pessoas que a Rita referia, as emoções que a Joaninha relembrou, os comentários que eu já li neste blog e outros tantos momentos que marcaram tanto a nossa vida só existem porque vocês lutaram e nos fizeram lutar por eles.

Assim e finalizando quero agradecer a forma como contribuíram para a minha formação enquanto dirigente, técnico e pessoa.

Comentários

Anónimo disse…
sao momentos realmente importantes na nossa vida, aqueles que nos marcam sem que nos apercebamos. jamis os vamos esquecer(nao me refiro ao exemplo do to zé pois ainda nao estava na tuna, mas a outros momentos que passei com ela...)quando os queremos recordar, eles ainda estao la- intactos-nas bossas da memoria. o tempo nao consegue roubá-los ou apagá-los. bjs "jose"
Ricardo disse…
É por tudo aquilo que disseste que somos uma família, mais que um clube. Espero que assim continuemos por muitos anos.
Anónimo disse…
Oii Pessoal!!!=D
tudo bem???espero q sim...
gostei muito de andar na Tuna pq divertimos nos com as aventuras q por ai passamos..
fiquem bem
bjs da JLX