Ghent, dia a dia ...... 9

Sexta-feira, 14 de Julho

O ultimo dia e as ultimas horas que temos para registar de variadas maneiras os nossos últimos momentos em Ghent e da participação no 5º Eurogym.
Imagens e momentos são incontestavelmente os últimos que vamos “levar” desta experiência.
Fomos uma última vez até ao centro da cidade, onde acabámos por uma vez mais, conhecer de forma diferente outros locais e zonas que não tínhamos tido em atenção. Estávamos ali perto das margens do rio e com um dia solarengo que estava fomos fazer uma visita pelo canal que banha a cidade.
Vista desta perspectiva ela é totalmente interessante e diferente, a sinceridade e de uma graça indolável de uma grande beleza que partilhou connosco, é um dos motores das descobertas do mundo. Impossível permanecer impassível a isso.
Já é tarde e por uma última vez dirige há escola que nos acolheu, despedimo-nos e pegamos nas bagagens e prosseguimos para viagem de regresso a Portugal.
Esta vai ser recordada sem dúvida como a viagem mais controversa que alguma vez tivemos, que me lembre.
Já no aeroporto de Bruxelas, esperando ansiosamente pela hora de embarque, todos descontraem até ao adeus final desta viagem e semana memorável, que passou tão rápido, como se costuma dizer,” quando queremos que os bons momentos passem devagar, acontece exactamente o oposto”.
Passadas algumas horas estamos de novo em Portugal e junto dos nossos entes mais queridos e dos quais tínhamos saudades.
Um dia de muitas emoções e atribulado…no final, cada um de nós segue o seu caminho, ficam saudades e muitas coisas há para contar, transpor e partilhar a nossa experiência.
O que fica depois de uma experiência como essa? Bom, depois que se volta de uma viagem assim, nada mais é como antes.
Não foram trinta dias como talvez desejássemos, mas foram seis dos melhores dias das nossas vidas. Seis dias intensos, emocionantes.
Testemunhamos a imponência de uma arquitectura e de um país que pouco tínhamos conhecimento até irmos de encontro a ele. Conhecemos a sabedoria de culturas milenares.
Conhecemos muitos e novos lugares, lugares que nos fizeram pensar na vida, lugares que nos jogaram numa alegria imensa, lugares que nos proporcionaram paz de espírito, lugares que nos instigaram.
Mais que lugares, conhecemos gente. E mais que gente, conhecemo-nos a nós próprios e alguns testaram-se a si mesmos.
Apesar de tudo É bom estar em casa de novo. É bom sentarmo-nos ao computador para saber dos amigos e estarmos com eles, tomar uma boa xícara de chá, pegar um chocolate na gaveta, escolher uma das nossas músicas preferidas para ouvir ou puxar um livro da prateleira para folhear ou seja, cada um retomar á sua vida e aproveitar as férias.
Tudo isso agora tem uma profundidade maior, um significado que não se explica em palavras. Na minha própria cotação, o valor da minha vida subiu assombrosamente. Quanto aos outros penso que talvez sintam o mesmo ou algo do género, não sei.
Gratidão é o que sinto agora.

São fragmentos dispersos, trechos de diários, escritos desta viagem, fantasias e reminiscências... No final das páginas, o quebra-cabeças se monta e os pedacinhos de vida ganham um sentido maior.

Obrigada a todos.
(A Tuna é que agradece a todos - Nota do editor)
Not The End!
To be continued in Alby ........
(texto e fotos Jou, Jou-Sofria)

Comentários

Ricardo disse…
Por sorte já tinha conhecido Gent, curiosamente através da ginástica, por isso no meu caso foi um regresso 16 anos depois e foi bom, porque o que de belo tinha visto da primeira vez ainda se mantinha e por outro lado a companhia desta vez era igualmente agradável. É por tudo o que a Jose descreveu e muito bem neste diário que eu, Tozé, Cabé e restante equipa fazemos um esforço diário, semanal, mensal, anual por vezes com prejuizo das nossas vidas familiares, mas com muito gosto, para proporcionar a todos vós momentos como estes de Gent. Enquanto vocês quiserem assim será!O próximo é já em Albi. Que não seja o último.Parabéns Jose pelo diário e que desta vez tenhas colaboradores pois é da colaboração de todos que nós ficamos com a ideia se gostaram ou não. Vamos lá a mexer essas "penas"!