segunda-feira, 14 de julho de 2008

Diário Albi Dimanche/Lundi Midi







Embora isto seja o diário de domingo e metade de segunda, irei iniciar com a noite da chegada, portanto sábado.

A chegada coincide com a constatação que pela primeira vez não ficaríamos todos juntos, mas se não é possível, não é. Como tal o acontecimento a que me referirei aqui passou-se no quarto dos rapazes. Estes desgraçados têm que percorrer umas centenas de metros (ou será quilómetros?) para se poderem banhar. Assim fica difícil mostrar o físico para impressionar as damas. Mas não há nada como uma noite de Magic para superar estas dificuldades. Noite memorável em que o António, eu e Valentim fazemos equipa. Jogando pela primeira vez, cada um com as suas funções, o António como estratega, o Valentim a segurar as cartas e eu a fazer e desfazer alianças lá ganhámos arrasando com a concorrência.

O pequeno almoço de Domingo teve dois momentos, a chegada pontual dos homens, quando o corcunda tocava o sino da igreja da nossa escola e o momento bonito mas sujo, de quando a Diana resolveu partilhar o seu pequeno almoço com o resto pessoal e toca a despejar o cacau quente em cima da mesa, chão e pessoal.

A manhã foi passada a passear pela cidade visitando vários locais e tentando calcular qual a altura da torre da Catedral de Albi. Se alguém souber que diga pois aceitaram-se apostas.

Depois do almoço foi o descanso no Parc Rochegud onde iremos ter uma exibição, e depois de vestirmos as calças de homens do lixo lá nos dirigimos para a parada e cerimónia de abertura, com o pessoal sempre animado mas com a fome a apertar.
Final da cerimónia com chuva e jantar volante protegido da mesma, mas com direito a dois arco-íris. Regresso a casa sem primeiro deixarmos de ser presos como atesta a foto do "soltem os prisioneiros" entoado por todos nós.

Noite de Domingo marcada pela passagem das meninas no quarto dos rapazes surripiando os sacos camas. Ceia tomada ala que se faz tarde e caminha.

Manhã de 2ª feira e 1º workshop com acrobatic rock'n roll. Momentos: Mary esmurra Diana no olho, Jose abusa do workshop leader e temos a 1ª reza da árvore para nos dar energia e poder sempre sobre orientação do Bispo António. No 2º workshop Jazz, o momento foi o Garcia responder à pergunta "what time is it?" do workshopleader, com a memorável "almoço".

Por agora é tudo mas fica a promessa de em breve terem mensagens dos enfants.

5 comentários:

Fernando M disse...

olá pessoal,

com este ritmo de novidades estão a habituar-nos mal... Queremos mais!!!

Bonne chance et à bientôt,
fernando

Anónimo disse...

oi tudo bem

estou a gostar muito de ver as noticias do vosso dia a dia no blog, mas quero que me filmem bem todos os works shops e tambem as vossas exibiçoes.
Fico a espera de mais noticias e de mais fotografias assim ja não me sinto tão triste.

beijinhos

paula

Paula disse...

"... a Catedral de Santa Cecília, na cidade medieval francesa de Albi. A torre da Catedral tem cerca de 50 metros de altura, e para conseguir esta perspectiva, há que ter muita elasticidade nas costas e saber suportar as dores no pescoço..." é o que escreve um blogger em: http://olhares.aeiou.pt/o_gigante_de_tijolo/foto327258.html

alguém ganhou a aposta?

continuem a dar-nos noticias e imagens

bjs

Paula Serrano

Anónimo disse...

Uma noticiazinha por hora é pedir demais ??
(foi só uma tentativa...)

bjks
Mãe Clara

Paula disse...

Pesquisando melhor!!!
Cathédrale Sainte-Cécile d'Albi
Construit: 1282 - 1390
Lieu: Albi, Tarn (81), Midi-Pyrénées, France
Type de construction: Voûte gothique
Fonction / usage: Église
Dimensions
hauteur voûte 30 m
largeur des voûtes 19.20 m
largeur totale avec les chapelles latérales 28 m
longueur hors oeuvre 113.5 m
largeur hors oeuvre 35 m
hauteur des murs 40 m
épaisseur des murs à la base 2.50 m
hauteur du clocher 78 m

http://fr.structurae.de/structures/data/

50 metros não chegam para ganhar uma aposta!!!!

cps