Diário Albi Lundi/Mardi Midi










Cá estamos mais uma vez para vos contarmos das nossas andanças por Albi.

Depois do almoço dirigimo-nos para a cidade para darmos um passeio organizado pelo Eurogym. Chegámos 8 minutos atrasados o que significou que já não estava lá o grupo do passeio. Uma jovem da organização lá entrou em contacto com alguém, esse alguém lá apareceu, e começámos a andar a 100 à hora até chegarmos à catedral. Como o francês não é o forte deste grupo só aí percebemos que era lá que deveria estar o grupo do passeio, e já não estava. Com alguma dificuldade lá percebemos que o passeio, não seria com guia, mas somente um passeio em zonas onde já tínhamos estado, por isso resolvemos ficar por nossa conta.

Ainda tentámos o passeio de barco, mas no cais de embarque estavam a preparar o fogo de artificio pelo que não havia passeios de barco.
De volta à catedral, divisão em grupos para satisfazer todas as vontades de ocupação do tempo que nos restava até ao jantar.

Tudo de novo junto, e de volta ao local do jantar, resolvemos tentar ir até à escola, mas deparámos com um problema: não circulavam autocarros para a escola. O que fazer? Ir a pé ou tentar,que não custa nada, junto de um motorista a boleia. E não é que um simpático nos levou à escola? De volta da mesma e a pé outro simpático pára para nos levar ao Parc Expo onde decorrem as refeições.

A comida como sempre não tem sido do agrado de todos, mas as regras são claras e têm sido cumpridas. Mas hoje ao jantar, ocorreu um facto extraordinário, todos comeram sobremesa! E mais houvesse! Era pudim flan. Gulosos!

De volta à cidade, para ver o fogo de artificio, café tomado a 1.30€, no momento em que marcávamos lugar para ver o dito cujo fogo deu-se o encontro com a família Wemans que estão aqui por França em visita cultural. Conversa posta em dia lá nos posicionámos para ver o fogo. A opinião sobre o mesmo, como certamente diferirá, fica para saberem junto dos vossos representantes na nossa comitiva.

A noite só teve mais um momento de registo que foi o facto de as meninas perante a fome de todos terem presenteado os rapazes apenas com meio pacote de bolachas. A vingança será terrível!

Terça-feira marca o nosso 1º dia de exibição, num parque bonito mas sem gente para assistir. Mas nestas ocasiões a malta da ginástica apoia-se uma à outra e todos serviram de público uns dos outros.

A exibição foi tensa, o praticável estava às ondas, pois estava montado em cima de um estrado, que por sua vez estava montado na relva. A Mafalda no inicio parecia não saber o esquema e muito nervosa nem fez pino cambalhota. Depois na 1ª figura a nossa Pini não desabrochou, o que deixou espantados os que se viraram para a saudar. Não houve concentração necessária para se adaptarem ao estado do praticável. Registaram-se algumas falhas por pura parvoíce, como a aranha da Ana Teresa. Mas há a registar coisas boas como as séries, o mortal 1/4 da Pini e a rodada mortal do Sebas. Vamos tentar por o vídeo, mas não prometemos.

Desde já agradeço os vários comentários e espero por muitos mais.

Comentários

Cláudia* disse…
Os relatos são fantásticos!
Nota-se que estão a viver intensamente cada momento!
E que aventuras!
Aguardo o filme :)
Abraço,
C*
Anónimo disse…
Que inveja ... também queria estar por ai ... a passar fome ...

Clara G.
Anónimo disse…
AS FOTOGRAFIAS ESTÃO MUITO GIRAS SO NÃO PERCEBO PORQUE E QUE O SEBAS NÃO ESTA NA FOTA COM AS "GAJAS BOAS"

BEIJINHOS E CA VOS ESPERO AMANHA PARA MAIS NOTOCIAS

Paula