Coimbra, dia 2, a técnica da Raqueta

Vamos lá então para o dia 2 desta estadia no planeta Coimbra. Tudo começou com um despertar muito próprio desta galáxia, ou seja, com a meiguice de um pezinho.

Tudo arribado para o pequeno almoço espacial, era hora de apanharmos um shuttlebus red line para o primeiro workshop. Mais uma vez após uma longa espera, tomámos a decisão de apanhar um transporte local. Na hora de embarque, aparece uma nativa, dizendo que nos levaria na red line, embora desconhecesse a localização do veículo.????

Neste interlúdio foi tempo de enviar à Diana uma mensagem de boa sorte à nossa maneira. Esperamos todos que o upgrade tenha resultados óbvios, pois se tal não acontecer devolvemos à procedência.


Chegados ao workshop de Judo, a grande questão era saber se nesta arte marcial se podiam dar murros ou não. Hora e meia depois, a facção que dizia que não (todos menos o Garcia) tinha finalmente razão. 


Dois momentos são de reter. A descoberta de um valor nesta modalidade, a nossa Marta, e o cavalheirismo do nosso Redol para com uma volunteer.


De seguida veio o ténis. Aqui a participação foi total. A frase mais escutada foi "puxa a raqueta atrás", de tal forma que tivemos as nossas primeiras lágrimas. Mas falando como expert da actividade física, e com a concordância do instructor, este grupo produziu muito, pois a maioria nunca tinha pegado numa raqueta.

Depois veio o lunch.

Intervalo entre as 13h30 e as 18h00 (com direito a gelado).

Agora era hora do Jantar.

E agora hora do banho. Como vêm foi um dia, principalmente a tarde, extenuante. Uffff!

Comentários

Patrícia disse…
É impressão minha ou estas postagens estão qualquer coisa do outro mundo? Terá sido da fantasia verde? Haverá em forma de comprimidos? De qualquer forma fico contente por ver que tudo corre bem (pode-se traduzir assim?)
Mostrem aos coimbrões quem é a Tuna!
beijos a todos